sexta-feira, 16 de setembro de 2011

E ele disse:

- Eu preciso de você.
E ela:
- Que?
- Eu disse preciso.
- De que?
- De você, oras!!
- De que??
- DE VOCÊ!!!
- Opa, desculpa, tinham umas bolotas de algodão no meu ouvido. - Aí tirou. - Pode repetir?
- Ah, deixa pra lá!
- Ah, vá lá! Diga!
- Que raios bolotas de algodão faziam nos seus ouvidos?
- Não lembro porque coloquei...
E a conversa não ia chegar a lugar nenhum. Mas ela tinha ouvido. E ele sentiu alívio dela fingir, naquela hora, que não tinha.

Um comentário:

Kobeh disse...

Gostei do final...